domingo, 19 de julho de 2009

Veneno.

"Meu ódio é o veneno que eu tomo querendo que o outro morra." Não tenho forma mais verdadeira que essa pra começar meu post.
Parece que quanto mais a gente confia na pessoa, mas ela abusa da nossa confiança. O que custa nos dizer a verdade? Prefere que nós descubramos as coisas e depois nossa confiança se vá?
Pois é o que parece. Quando já escalamos até o topo, de repente caímos e não podemos fazer nada à respeito.
"Esquece ele, não vai ficar disputando com namoradinha." O pior de tudo, é que meu maior sonho era esquecê-lo. Sem mais, nunca ouvir falar dele novamente. Mas no momento meu coração já se adaptou.
E se eu resolver fazer outra mudança, ele não aguenta não.
Seria tão bom poder chegar e mudar o que eu não gostasse na nossa relação. Meu Deus, por que você tinha que ser... você?!

"Living is easy with eyes closed
Misunderstanding all you see
It's getting hard to be someone
But it all works out
It doesn't matter much to me"

Fuck it all, é o que eu quero gritar. Bem alto pra todo mundo poder ouvir. É.
Seu sentimento por mim não inclui confiança, compaixão, amizade? Bem que quem realmente me ama, disse que isso não é amor. Pode ser qualquer outra coisa, mas não amor.
E se já se decidiu, por que parece que sua decisão não me inclui?

"
And when the night falls in around me
I don’t think I’ll make it through
I'll use your light to guide my way
Cuz all I think about is you"

Cansei de tudo isso. Talvez muito tarde

Nenhum comentário:

Postar um comentário