domingo, 28 de novembro de 2010

Escreva aqui seu status.

Tinha as mãos sujas. Não de sangue, nem de suor. Era de culpa. Por ter destruido tudo. Tudo que demorou para construir. Destruiu seus próprios sonhos, por não saber domar a criatura que habitava seu interior.
Criatura altamente destrutiva. Com fome de gente, com fome de felicidade, com fome de amizade.
Percebendo como esse monstrinho destruia sua vida, escondeu-se dentro de si. Nas profundezas de seu inconsciente.
Aí começou a procurar motivos para rir, porque mesmo tendo se livrado do destruidor, seu mundo ainda estava sendo reinado pelo caos.

Um comentário:

  1. Só falta ter meu nome no titulo!
    Lindo, minha gabi querida!

    Beijinhos

    ResponderExcluir